ATENÇÃO: TEMOS UM NOVO BLOG!!!

 

QUERIDOS, FILHOS DA LIGHT, POR FAVOR, ATENÇÃO!

NO PRÓXIMO DIA 16/08/10, ESTAREMOS COMPLETANDO UM ANO DE EXISTÊNCIA DE NOSSO BLOG E INAUGURANDO A ENTRADA NO SEGUNDO ANO COM AS SEGUINTES NOVIDADES:

1. A CRIAÇÃO DA "ASSOCIAÇÃO FILHOS DA LIGHT"!

2. MUDANÇA DO ENDEREÇO DE NOSSO BLOG PARA: http://filhosdalight.2.zip.net

ISTO SIGNIFICA QUE ESTE É O ÚLTIMO POST QUE FAÇO NESTE ESPAÇO E JÁ ESTOU INDO PARA O NOVO ENDEREÇO...CONTINUAMOS DE LÁ!!!

___________________________________________________________________

REPITO: CONTINUAÇÃO DESTE BLOG NO ENDEREÇO: http://filhosdalight.2.zip.net !

 

AGORA ESTOU OUVINDO..."BEAUTIFUL BOY"

(Imagem: Internet)

AGORA ESTOU OUVINDO ESTA MÚSICA MARAVILHOSA QUE O JOHN COMPÔS PARA SEU FILHO SEAN. MUITO LINDA! COMPARTILHO COM VOCÊS...

http://www.youtube.com/watch?v=Uldu_1-JCJE&feature=related

Beautiful Boy (Darling Boy) (Tradução)

Feche seus olhos
Não tenha medo
O monstro se foi
Ele está correndo para longe e seu papai está aqui

Lindo, lindo, lindo

Lindo menino
Lindo, lindo, lindo
Lindo menino

Antes de dormir

Faça uma pequena oração
todos os dias em todos os sentidos
Está melhorando e melhorando

Lindo, lindo, lindo

Lindo menino
Lindo, lindo, lindo
Lindo menino

No oceano que veleja afora

Eu quase não posso esperar
Para te ver mais velho
Mas eu acho que vamos apenas ter que ser paciente
Porque o caminho é longo
Uma vida dura para vencer
Sim é um caminho longo
Mas enquanto isso

Antes que você atravesse a rua

Segure minha mão
Vida é o que acontece a você
Enquanto você está ocupado fazendo outros planos

Lindo, lindo, lindo

Lindo menino
Lindo, lindo, lindo
Lindo menino

Antes de dormir

Faça uma pequena oração
Diariamente em todos os sentidos
Está melhorando e melhorando

Lindo, lindo, lindo

Lindo menino
Querido, querido, querido
Querido Sean 
SEM PALAVRAS!

(Foto: acervo Filhos da Light)

 

ÂNGULO CURIOSO, FOTO MARAVILHOSA

(Foto: acervo Filhos da Light)

QUEM SÃO?

(Foto: acervo família Haro)

Vejam só que foto linda recebemos para postar em nosso blog! Não irei identificar o casal, propositadamente, como mais um desafio para os sabichões laitenses que gostam de acertar os personagens. Muito bem: o concurso está lançado! Quem são? Quem são?!!Piscadela 

ALEGRIA EM FAMÍLIA!

(Foto: acervo Marina Viveiros)

Que bonito é... ver mãe (Vera, blusa roxa, ao centro ) e filha (Renata, à esquerda, blusa preta) no mesmo clima, na mesma alegria, num bate-papo gostoso com outros filhos da Light durante um de nossos encontros!Sorriso

CRÔNICAS DA LIGHT - "CRIANÇAS, SARAMPO E LIVROS"

(Foto: acervo Simone Adami Martins)

Na foto, os irmãos Ítalo e Estella (filhinhos da Simone) a quem a autora dedica esta crônica

CRIANÇAS, SARAMPO E LIVROS

(Natalina de Castro)

 Quando minha irmã casou foi morar na casa dos sogros.  Logo na entrada, ficava o porão onde, para a minha alegria, funcionava uma pequena biblioteca.  O meu sobrinho, Paulo, contraiu sarampo e minha mãe me mandou para lá ajudar a cuidar dele.  Aliás, era muito comum da parte dela, ora era uma comadre que adoecia ou uma amiga que tinha acabado de dar à luz e, às vezes, até fazia promessa para a gente cumprir.  Minha função era tomar conta do bebê, mas quando ele dormia eu podia descer até o porão e foi lá que tive o primeiro contato com livros infantis: “O Gato de Botas”, “Chapéuzinho Vermelho”, “João e Maria” e outros que me encantavam.  Confesso que com o passar dos dias já não estava com muita paciência com o menino, o danadinho acostumou no colo e não dava tempo para eu ler.  A sogra da minha irmã decidiu que iria fazer uma calça comprida para mim pois, meu vestidinho, era muito chinfrin.  E enquanto ia cuidando do bebê e lendo meus livrinhos, a calça ficou pronta e para estreá-la a sogra de minha irmã me levou ao cinema assistir ao filme “Marcelino Pão e Vinho”.  Chegando lá, a fila dobrava o quarteirão, nunca vi tanta gente na minha vida!  Não entendi muito bem o filme pois estava começando a ler e as legendas mudavam muito rápido.  Até hoje não sei do que o menino morreu, mas lembro-me que todo mundo saiu chorando do cinema.  Como o Paulinho estava melhorando, já não precisavam mais mim e eu voltei para a Vila ditando moda com a roupa nova e um monte de livros embaixo do braço, para meus irmãos também.  Passados alguns dias, comecei a ter uma febre alta e meu corpo ficou cheio de manchas vermelhas... Adivinha?!  Sim!  O sarampo veio junto com a calça nova e os livros.  Para arrebentar o sarampo, a febre tinha que ir até quase os 40 graus e então nos faziam beber chá de sabugueiro - confesso que não foi fácil e quase morri. Não sei se era delírio causado pela febre ou pelo chá, mas me lembro muito bem de pular na cama, parecendo voar e de correr pelo quarto atrás de um mosquito invisível!Riso Mas, como tudo tem o seu lado bom, fiquei um tempão sem ir à escola. Não que não gostasse sabe, é que sempre fui a favor do ensino à distância!IndecisoPiscadela

JOCA E DANIEL NA CACHOEIRA

(Foto: arquivo família Augusto da Silva)

Vejam que foto legal do Jorge Luiz Augusto da Silva (Joca, para os mais chegados) e do Daniel Verano, sentadinhos lá na Cachoeira, provavelmente, no final dos anos 70. O Joca tem sido bastante lembrado nos comentários de nosso blog, por sua imensa paixão por carros desde pequenininho. Será que ele continua ligado em carros até hoje? Apareça e confirme isso pra gente! E Dani, será que você conhece o nosso blog? Abraços às duas famílias aqui representadas!

CINEMINHA - "O BARCO DO DESESPERO"

 

Será que você é um dos felizardos que na noite de 13/10/1967 esteve na Sede para assistir ao filme "O Barco do Desespero"? Se você esteve lá, curtiu esse que é considerado um clássico de Hollywood. Trata-se da história de um navio cargueiro encalhado em algum lugar do Oceano Pacífico, durante a Segunda Guerra mundial. O Capitão Morton leva a tripulação à loucura com suas exigências, sem levar em conta de que estão a milhares de milhas do front. Seu comportamento é tão irritante que o homens sob seu comando passam a considerar a chance de um motim, mas ninguém ousa dar o primeiro passo. Então alguém prega uma peça no Capitão que os induz a consequências fatais. Se você não viu o filme (ou se você o assistiu e sente saudades de rever)  fica a dica para qualquer dia baixá-lo na Internet ou pegá-lo em locais especializados em antigos clássicos. Ficha técnica: "Ensigned Pulver" foi rodado em 1964. Foi dirigido por Joshua Logan. No elenco, feras como: Robert Walker Jr., Walter Matthau, Larry Hagman e outros. Filmão!

QUE FOTO BONITA!

(Foto: acervo família Costa Neto)

Não importam as cores, o ângulo, o enquadramento: é impressionante como qualquer foto desse lugar fica bonita! Esta aqui, recebemos da família Costa Neto. Nossos agradecimentos a eles e, por favor, enviem mais para o deleite de todos os Filhos da Light!Jóia

 

CRÔNICAS DA LIGHT - NOSSO BLOG, NOSSO SONHO, A NOSSA VILA DA LIGHT!

(Foto: acervo Ederaldo Lima Sobrinho)

NOSSO BLOG, NOSSO SONHO, A NOSSA VILA DA LIGHT!

 

 (Ana Elci Lima Pessotti)

Quem poderia imaginar uma situação como a que temos presenciado neste último ano? Este fenômeno quer nos reuniu e que, daqui a alguns dias (16/08/10), estará completando um ano de existência?! Fomos gerados pelo incômodo de nosso Baitaquinha que, de tanta saudade da Light, entrou em contato com o Sr. Odécio (Déio) e  teria começado o sonho, no coração dele, que já andava ansioso por um ajuntamento dos antigos moradores da Vila da Light. Foi então que “por motivos de força maior”, como o Billy tão bem descreveu lá no início do blog, se encontraram esses três amigos, esses três irmãos laitenses: Déio, Joel e Billy, num momento que estava marcado por uma força divina.  E sendo assim, tudo se encaixou e criou-se o momento propício para uma reunião de ex-moradores da Light, daquele lugar maravilhoso que hoje também nos acostumamos a chamar de “Vale Encantado”.  E das idéias e criações dos "Mosqueteiros" Décio, Baitaquinha, Joel e Billy (nosso jornalista amado de todos os laitenses e criador do blog que também, com todo respeito, podemos chamar de “nosso”) que também contaram com a força do importante e fiel Escudeiro, Jorge Tadeu, brotou esse movimento lindo que hoje celebramos!  E nosso blog que também é de todo simpatizante e apaixonado por nosso Vale Encantado, ao que tudo indica, antes da data de seu primeiro aniversário terá ultrapassado os 70.000 (SETENTA MIL acessos!).  Ora, não é necessário sermos gênios para chegarmos à média de 5.833 acessos mensais.  E, se fossemos computar os acessos diários, teríamos a média de 192 visitas - o que é fantástico para um blog que só tem sido divulgado na base do boca-a-boca ou teclada a teclada, algo digno de uma autêntica linhagem de guerreiros que somos.  Assim, faço destas minhas palavras um singelo presente de aniversário, que é de todos e para todos nós!  Vida longa a este movimento e que ele nos una com um espírito cada vez mais fraterno em torno de nosso sonhos, até porque, fraternidade, tem tudo a ver com o esdpírito laitense, não é não?!  Parabéns a todos, um imenso abraço em cada um e que sejamos sempre fortes numa união repleta de alegrias!Sorriso

QUE LUGAR É ESTE?

(Foto: acervo família Eugênio de Paula)

Confesso que fiquei em dúvida se esta foto, enviada pelo Baitaka, foi batida do Balanço, do que teria restado daquela estrada que passava por trás da escolinha e ía até a Pensão, de tanto mato. O lugar é esse mesmo, Baitaka?  

VOCÊ PESCOU ALI EMBAIXO?

(Foto: acervo Luiz Carlos Saydel)

Uma vez mais a famosa curva! Agora, vista logo após a travessia da ponte de ferro, como quem se dirigia ao Portão. Olhando este registro eu me lembro que uma grande aventura, para os meninos que cresceram na Vila da Light, era pescar logo depois dessa curva. Descia-se por um caminho complicado o barranco, da estrada até o nível das águas. Fazíamos isso quando estava saindo pouca água das turbinas e uns bancos de areia bem fininha apareciam naquele trecho do rio. Era uma delícia pescar ali. Tinha muitos carás (acarás?) dos grandes e, por ali, também, se via lontras, de vez em quando. Além de tudo, a qualquer hora do dia, aquele lugar era lindo! O único perigo era a gente se distrair com tanto encantamento e não ouvir a abertura das turbinas na Casa de Forças ali perto. Quando isto acontecia a água subia rapidamente e era grande o risco de a correnteza levar a gente rio abaixo. Uma vez isso quase aconteceu comigo e com o Torda que tivemos de escalar o barranco em questão de segundos. Quase os caniços ficam para trás.As nossas fieiras de peixe e latas de minhoca com certeza ficaram!IndecisoSorrisoRiso

NOSSA GENTE!

(Foto: acervo Odecio de Oliveira)

Mais um pouco de nossa "brava gente brasileira"...e laitense! Vejam só que belo registro da família do José de Carvalho (mais conhecido como Zélão da Edith) e família, tendo, à esquerda, de blusa lilás, a companhia da cunhada Marcinha Nogueira. O registro foi feito num de nossos encontros. Bela foto!Jóia

 

 

CRÔNICAS DA LIGHT - "MEU PAI"

(Foto: acervo Mariana de Castro)

"Chiquinho, o papai homenageado na crônica abaixo, demonstra todo o seu orgulho com os 'filhotes' no colo".

MEU PAI

(Mariana de Castro)

Meu pai se chama Francisco e assim como eu tem uma personalidade muito forte. Tem um ditado que diz "água e óleo não se misturam", pois é, nós somos óleo com óleo e juntos formamos uma “mistura explosiva”. Desde criança lembro do meu pai que jogava futebol ao sábados e nos levava juntos para nadarmos na piscina do clube que éramos sócios. Confesso que era fabuloso, sempre quando chegávamos ele avisava o dono da cantina que eu e meus dois irmãos Saulo (mais velho) e Glauco (mais novo) poderíamos pegar o que quiséssemos e depois ele acertava a conta antes de irmos embora. Era uma festa: um mergulho e uma coxinha, mais outro mergulho e uma gini (para quem não sabe é um refrigerante de limão daqui do interior de SP), mais um pouco de piscina e mais chips e assim por diante. Que delícia era tudo aquilo, sem contar que quando ele saía do jogo de futebol ia para a sauna e nós íamos junto...que calorzão gostoso e o cheirão de eucalipto..era de deixar qualquer criança alucinada.

Nesta foto acima eu tinha um ano e junto comigo está meu irmão Saulo... Glauco ainda era projeto a ser construído e este homem lindo é meu pai...O Chico..Chiquinho...Bico... assim por diante. Um detalhe interessante é que ele sempre gostou de fazer churrascos e não é gaúcho (espanhol legítimo), o que me chama atenção é quanto a sua forma no preparo: ele se suja inteiro de carvão, se não for assim não tem graça. Com ele aprendi, desde criança, que viajar é uma delícia! Certa vez fomos à Argentina e o Paraguai, no auge daquelas canetas de 10 cores, estojos eletrônicos e que era proibido trazer maçãs para o Brasil... Que aventura!!!Encontramos um lugar que vendia pastel de carne de búfala com refrigerante "Simba", de abacaxi, nem precisa dizer o tamanho do consumo, só eu comi mais de 10 pastéis,fora o restante da família. Aquele dia a tiazinha dona do negócio com certeza fechou mais cedo por falta de matéria prima...(rs).

No ano de 1986 estava acontecendo a Copa do México  e o MC Donald´s dava de brinde para quem comprava algo um chapéu mexicano lindo, com aquelas abas enormes, amarelo e vermelho. Porém, nesta época, nem se tinha idéia do que era MC Donald´s aqui na região...Assim foi ele pra São Paulo, capital, comprar 3 unidades do chapéu para nós...Nem preciso dizer que arrasei no dia seguinte na escola deixando todo mundo com inveja...(hahaha).

Ah, só para constar, a primeira Mountain Bike da cidade foi minha também...Era uma marca italiana que ele mandou vir especialmente para mim. Sempre passávamos uma temporada numa colônia de férias no litoral paulista. Como criança, não podia ficar manuseando dinheiro então ele pegava e trocava as notas por pequenas moedas que, juntas, formavam uma pulseira ou um colar, dependendo da quantidade e podíamos circular livremente pelas dependências da colônia. Que poder de compra! Eu gastava tudo em comida, era uma delícia! Tirava umas moedinhas dava para a tia do caixa e até tinha o prazer de se sentir adulto com tanto "din din".

Meu pai sempre foi muito "mão aberta", nunca regulou nada. Sempre nos tratou de maneira igual e honesta. Nunca acreditamos em Papai Noel: ele e minha mãe nos levavam a loja para escolhermos os presentes. Lembro, também, que desenhávamos por todas as paredes da casa e que nunca nos repreendeu por isso, seu papel de pai se cumpriu até quando precisamos dele.

Os gostos do meu pai se mantém: gibi "Tex", Martini, cerveja, lingüiça, Corinthians, filme de ação... e como gosta de frango! Olha, confesso que é admirável. Dele, herdei os traços genéticos e é muito comum eu ouvir: "Nossa, você é a cara do seu pai!". E aí penso: "Graças a Deus! Pior se fosse do vizinho" (com todo o respeito a minha mãe, claro), além do amor, fora do normal, por doces de coco... "Prestígio" é nossa perdição...e leite em pó com coco também. Ele sempre procurou nos dar uma vida tranqüila até o momento que foi permitido e, quando não mais, nos deu a oportunidade de moldar o nosso caráter e sermos as pessoas que somos hoje.
PAI, POR TUDO ISTO E MUUUIIIITTTTOOO MAIS TE AMAMOS PAI IMENSAMENTE! MUITO OBRIGADA POR TUDO!!

Beijos
(Mare, Saulo e Glauco)

CRÔNICAS DA LIGHT - HERÓI

(Foto: acervo Ana Elci)

Linda foto onde aparecem os saudosos Nide e Oswaldo Pereira (homenageado no texto abaixo) e a fofíssima Alessandra!

HERÓI

 

(Ana Elci)

 

 Herói, quem é seu herói? Muitos de nós temos nossos heróis, o meu posso escrever com H maiúsculo, meu Herói, meu Pai, nós todos temos nossas paixões nossas emoções ao falar a palavra PAPAI, nossas lembranças nossas alegrias e também, lembramos a graça que tivemos em Ter aqueles que se fizeram presentes na maior parte de nossas vidas, nos trazendo alegrias emoções e por sabermos que através deles somos as pessoas que somos. Pai presente de Deus em nossas vidas, a alegria que sentem em poder dar alegria aos Filhos é de muita satisfação a qualquer criança e até mesmo quando somos adultos e vemos no seu semblante a satisfação de poder proporcionar aos Filhos tudo que de melhor ele pôde nos dar. O mundo em si é muito grande é imenso e em sua imensidão tivemos cada um de nós o seu privilégio, cada um tem sua história seu momento para que seja exclusivamente seu de sua família, momentos únicos que lembramos um tempo que não volta, mas que é tão presente em nossas memórias. É   maravilhoso lembrar o cuidado do homem ser humano que no momento em que sabe que vai ser Pai, o cuidado com a vida que ele gerou, que Deus com graça infinita permitiu que viesse ao mundo um ser filho(a). Sendo mulher amamos de uma maneira e os pais homens têm sua exclusividade que como homens são razão e não emoção, mas quando se trata de mostrar os sentimentos paternos por mais que o homem seja razão a emoção muitas vezes aflora. Quando vemos um pai todo orgulhoso a falar de seus filhos, que emoção sentem de ao vê-los em crescimento e tomando os seus caminhos quão felizes se sentem, sim, sentem verdadeiro orgulho, não um orgulho de mesquinhez mas do dever cumprido, sentem-se verdadeiros Heróis da existência saber que aquele que foi uma criança que esteve em seu colo a anos atrás hoje é um homem ou uma mulher que também tem seus próprios filhos e assim trazem na vida a graça Divina de perpetuar a família a que pertencem. Mas o tempo nos traz surpresas e aquele que é nosso Herói também chega a uma idade em que de cuidadores passam a Ter suas necessidades de serem cuidados e quão difícil se torna este momento, tanto para filhos(as) quanto para os nossos Heróis, pois são tão ávidos do tudo fazer do tudo poder, somos então agraciados pelos momentos que temos tantos que nem podemos enumera-los, vivamos como nossos HERÓIS ávidos de sermos como eles sempre se mostrando corretos e em tudo cheios de vida e com energia e quando chegar o momento em nossas vidas em que necessitarmos, possamos como eles dizer, “ O tempo não é meu até hoje eu fiz agora é o seu tempo, já fiz a minha parte, já criei meus filhos já vi meus netos e cada um tem seu tempo”. Palavras de sabedoria de um Pai que tudo que pode presenteou aos filhos e quantas palavras maravilhosas cada um de nós poderia lembrar de seus Pais Heróis. Nas nossas lembranças temos cravados nossos Heróis e suas Histórias, que nunca poderão ser esquecidas. Pai Herói é aquele que sabe que tem também seus momentos de lembranças tristes e as vezes até já chorou por elas não só pelos filhos mas também pelos pais e irmãos que tiveram. Nossos Pais Heróis, zelosos e carinhosos como puderam ser, sejam eternos em nossas lembranças.Sorriso     

 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: